Please reload

Posts Recentes

TURISMO: Podemos muito mais! Um olhar sob uma nova perspectiva.

October 5, 2019

1/4
Please reload

Posts Em Destaque

TURISMO: Podemos muito mais! Um olhar sob uma nova perspectiva.

O mundo dos negócios está mudando radicalmente e com uma rapidez ainda inacreditável. Diante disso, nos resta apenas uma certeza: O que nos trouxe até aqui, não será suficiente para nos levar daqui para frente.


Com esta certeza, a conclusão óbvia é que precisamos transformar em conduta do nosso dia-a-dia, em todas as frentes da nossa atuação - "pensar diferente para atingir resultados diferentes" - se quisermos permanecer competitivos no nosso mercado.

 

Em linha com esta perspectiva, de forma resiliente, pregamos que é caminho irreversível a estruturação de um e-Marketplace do Turismo Receptivo Brasileiro, para colocar  as vantagens oferecidas pelo universo da economia colaborativa e do consumo compartilhado, bem como o mundo das novas tecnologias que estruturam as organizações exponenciais, a trabalhar em favor do setor e assegurar ao mercado do turismo brasileiro, nacional e internacionalmente, maior competitividade.

   
Para exemplificar e de forma concreta de que se olharmos o nosso setor com uma nova perspectiva podemos alcançar resultados significativamente diferentes  nos utilizamos dos dados constantes de uma matéria jornalística do governo municipal de Porto Alegre intitulada: Turismo gera arrecadação de R$ 27 milhões em tributos municipais, na qual são apresentados os resultados de arrecadação com o ISS Turismo, no ano de 2018.

  

Conclusão imediata:
Se levarmos em conta apenas os 61,6% gerados pela hotelaria, conforme indicado na matéria, podemos concluir que o governo local arrecadou R$16,6 milhões em ISS com a hoteleira e o turismo de Porto Alegre consequentemente perdeu R$ 54,1 milhões. Isso com a venda de apenas 31,92% das UHs ofertadas pela hotelaria da cidade, em 2018.

 

e-Marketplace de POA:

Se os mesmos 31,92% das UHs tivessem sido comercializados através do eMarketplace do Turismo Receptivo de POA, o governo local poderia ter arrecadado R$18,7 milhões e o setor do turismo fomentado com a irrigação de R$71,9 milhões; deste, o montante de R$19,9 milhões de investimento privado destinado à promoção do turismo da cidade de Porto Alegre.


Nesta hipótese, além de uma completa e inovadora reengenharia de ganhos em favor do setor, destaca-se que os empreendedores da hotelaria são ainda beneficiados com uma redução de 6% a 22% em relação aos custos a que estão submetidos no modelo tradicional praticado.  

 

Fica aqui evidenciada a necessidade de se pensar e agir de forma diferente, e com urgência, para aumentar a lucratividade do setor e gerar maiores benefícios para os viajantes e turistas.


Veja, importante destacar de que estamos ainda tratando da comercialização realizada em 2018 de tão somente 31,92% da oferta de UHs pela hotelaria local.

 

Diante disto, se POA organizasse seu e-Marketplace e passasse a comercializar então 63,85% da sua oferta (dobrando as vendas realizadas em 2018), o governo mais que dobrará a sua arrecadação e o seu turismo estará sendo irrigado com mais de R$ 71,9 milhões, dos quais R$19,9 deles em investimento privado para a sua promoção.

 

Seguindo esta lógica, podemos nos perguntar: quanto vem perdendo o turismo brasileiro, especialmente das cidades de São Paulo, do Rio, Salvador, Fortaleza e Foz do Iguaçu, detentores dos maiores parques hoteleiros do país?

O Turismo nacional precisa parar de esperar resultados diferentes fazendo sempre a mesma coisa e da mesma forma.

Está na hora de juntos, construirmos um e-Marketplace do Turismo Receptivo Brasileiro  porque soluções antigas não solucionam problemas novos.


Sim, o turismo brasileiro pode muito mais!

O tempo urge. Precisamos sair da arquibancada e entrar em campo. Arregaçar as mangas e colocar a mãos-na-massa se quisermos um Brasil realmente com mais turismo, gerador de oportunidades de negócios, emprego e renda.


Quer mudar esta realidade? Integre-se já no eMarketplace do Turismo Receptivo da sua cidade e, automaticamente estará integrado aos e-Marketplaces: da sua região turística, do seu estado, da sua macrorregião e nacional.

Para saber mais e se integrar acesse: www.turismomeunegocio.com.br 



 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload